O quanto recomendações e opiniões online influenciam em uma venda?

  • Posted on
  • by
  • in

file000750195050.jpgRecomendações e opiniões sobre um produto influenciam mais nas decisões dos consumidores do que o preço e a marca, quando se trata de compras online. Essa informação é de uma matéria publicada pela revista Exame, que afirma que comentários sobre produtos feitos na internet, principalmente em redes sociais, podem ser decisivos na hora de fechar o negócio. Sejam positivos ou negativos, eles funcionam tanto quanto o tradicional "boca a boca".

Esses dados são de um estudo realizado pela rede social Share This e Paley Center for Media, que também constatou que as recomendações online, feitas em blogs, redes sociais e até mesmo na própria página de venda do produto, podem contribuir para aumentar em 9,5% o preço que o consumidor está disposto a pagar para adquirir o bem. Essas recomendações são boas para os próprios fabricantes e distribuidores que podem passar a cobrar mais caro por seus produtos.

Como já foi falado, as opiniões negativas também influenciam, podendo diminuir em até 11% as probabilidades de compra. Hoje, é muito comum visitar sites especializados em reclamações online, como Reclame Aqui e Reclamão, para coletar informações postadas por quem já comprou o produto, antes de finalizar o seu negócio. Segundo a matéria, as empresas nunca devem manipular o conteúdo das recomendações, porque isso poderia provocar uma reação negativa dos consumidores, que poderiam usar tal ação contra os produtos.

Outros dados da pesquisa concluem que o impacto das opiniões na rede pode representar menos de um dólar para os produtos de alimentação, até 30 dólares para os aparelhos de alta tecnologia, chegando a 9.000 dólares para um carro. Também expõe que avaliações por e-mail ou redes sociais como Facebook, Twitter, Pinterest e LinkedIn, funcionam assim como recomendações mão a mão e críticas profissionais.

Fonte: Revista Exame