Dicas de e-commerce para os consumidores online

  • Posted on
  • by
  • in

comprar-online-internet-hotel-eua.jpgNo texto de hoje vamos mudar um pouco o foco e, ao invés de dicas para empreendedores e detentores de comércios eletrônicos, vamos falar diretamente ao consumidor que opta pelo e- commerce na hora de adquirir seus produtos e serviços.

Segundo dados da 29a edição do relatório Webshoppers, as compras online se popularizam cada vez mais no Brasil. No ano passado 9,1 milhões de pessoas realizaram esse tipo de transação pela primeira vez, elevando o número de consumidores virtuais para 51,3 milhões.

Esses compradores online devem ficar atentos às "armadilhas" que podem surgir, principalmente durante datas comemorativas como dias das mães, dos pais, natal ou ocasiões especiais, como é o caso da Copa do Mundo que vem acontecendo. Nesses momentos os varejistas trabalham com grandes estoques e, por esse motivo, conseguem oferecer preços mais baixos e novas opções de parcelamento.

Nessas horas é que surgem aquelas promoções quase inacreditáveis que provocam verdadeiras corridas em sites de e-commerce em busca das melhores ofertas. E é nesse momento que se deve tomar mais cuidado e não deixar que juros embutidos, venda sem estoque, prazo para entrega e lojas sem responsabilidade estraguem sua compra.

É recomendado fazer muita pesquisa antes de fechar o negócio para que sua transação seja feita da maneira mais segura possível. Veja abaixo algumas dicas que irão ajuda-lo a aproveitar essas situações promocionais:

1- A primeira dica é pesquisar sobre a reputação de loja ou site em que você deseja comprar. O Procon-SP traz em seu site uma lista de sites não recomendados. Você também fazer esse tipo de pesquisa em sites de reclamações online, como o Reclame Aqui.

2- Fazer contato telefônico com a loja para verificar se ela tem endereço, telefone fixo ou filial física é uma boa opção. Fique atento a informações como razão social, CNPJ e confirme esses dados no site www.receita.fazenda.gov.br. Se a situação estiver "baixada", "cancelada" ou "inativa", desista da compra.

3- Use o bom senso e desconfie de ofertas milagrosas ou muito diferentes dos preços praticados no mercado.

4- Para te ajudar a não cair na armadilha do item dois, utilize os sites que comparam preços, produtos e serviços, eles são boas fontes de informação.

5- Verifique se o site possui conexão de segurança nas páginas de cadastros de seus dados pessoas e cartão de crédito. Geralmente essas páginas são iniciadas por "https:// " e possuem o ícone de cadeado em uma das extremidades da página. Clicando nele é possível observar se a informação do certificado corresponde ao endereço na barra de navegação do computador.

6- Imprima todos os passos da compra, principalmente a parte relativa à confirmação da compra, elas servirão como "provas" caso haja algum problema na transação.