5 dicas básicas de organização financeira para quem está abrindo uma empresa

6812497415_092496ff3b.jpgNo Brasil, muitas empresas não conseguem sobreviver aos três primeiros anos de vida e acabam fechando as portas. Empresários que não têm controle de caixa, que não apuram minunciosamente se os recebimentos e pagamentos estão em dia ou se o saldo em caixa confere com as transações realizadas acabam levando as empresas a encerrarem suas atividades.

Por isso uma boa organização financeira é tão importante, porque ela tem impacto direto no sucesso do seu negócio. Veja abaixo algumas dicas básicas e muito importantes para quem está abrindo uma empresa:

  1. Toda e qualquer empresa deve fazer um planejamento orçamentário que contenha os objetivos, projeções e estratégias de trabalho bem definidos. Sem esse planejamento é muito fácil perder o controle das despesas da empesa.

  1. Para manter as despesas sob controle a dica é acompanhar as entradas e saídas de dinheiro através do fluxo de caixa. Esse acompanhamento permite uma visão mais ampla sobre a situação financeira da sua empresa e facilita na hora de mensurar os lucros. Para essa atividade pode-se usar um software de gerenciamento de movimentações financeiras ou contratar um profissional de contabilidade.

  2. Uma falha recorrente dos iniciantes é priorizar grandes despesas como reposição de mercadorias, aluguel, impostos e salários (que são muito importantes) e deixar de lado pequenas e rotineiras despesas como água, luz, material de escritório, internet, produtos de limpeza e manutenção de equipamento, o que pode gerar problemas.

  3. Todo empresa deve ter um capital de giro para que o empreendedor possa tocar seu negócio com tranquilidade e evitar dores de cabeça com imprevistos. Além de ter um dinheiro disponível no caixa é preciso também saber administrá-lo e entender que ele existe para arcar com compromissos imediatos, a fim de garantir uma boa imagem da empresa frente ao mercado, os clientes e fornecedores.

  1. Um erro grave entre empreendedores é achar que por serem donos do negócio podem misturar a conta pessoa com a empresarial.  Isso nunca deve acontecer! Um dos motivos é que quando se abre uma empresa o lucro não é imediato, com isso você pode acabar usando dinheiro pessoal para despesas empresariais e começar a ter prejuízos.

    Fonte: Portal Administradores