Conheça as previsões de crescimento para o e-commerce brasileiro

  • Posted on
  • by
  • in

15a5b43.jpgA empresa PayPal publicou um estudo sobre o atual estado do e-commerce no Brasil. Apesar do fraco desempenho da economia, estima-se que o comércio eletrônico brasileiro fature R$81,3 bilhões em 2015, crescimento de 17% em relação ao ano anterior.

> Sobre compras online vindas do exterior:

Os números do estudo representam não só as lojas virtuais brasileiras, mas também as compras feitas em lojas estrangeiras. Apenas um pouco mais da metade desse valor de faturamento permanece no país. Isso porque, apesar dos números de brasileiros que fazem compras pela internet crescer a cada dia, boa parte dos produtos vendidos online não são produzidos e nem vendidos pelo país. Analisando a estimativa do PayPal com uma pesquisa nacional feita pelo E-bit, podemos afirmar que R$38 bilhões destas vendas são provenientes diretamente de outros países como China e Estados Unidos.

> Sobre os empreendimentos de e-commerce no Brasil:
Nosso país conta hoje com cerca de 450 mil sites que oferecem compras online. A grande maioria é de pequeno ou médio porte e gerenciados por empreendedores individuais ou empresas com poucos funcionários. Com o estudo podemos perceber a concentração do comércio eletrônico na região economicamente mais potente do país: o sudeste concentra 66% das lojas virtuais, sendo o estado de São Paulo responsável pela metade das empresas do ramo.

Essa concentração em uma mesma localidade acontece por diversos fatores de infraestrutura como, por exemplo, a cobertura de internet: é evidente que um internauta com uma melhor cobertura e que possui uma conexão com boa velocidade vai acessar mais a rede e consequentemente comprar mais. Além disso, temos também a logística: falta de estrutura para entrega e demora em receber os produtos fazem com que muitos consumidores prefiram adquirir produtos nos comércio local.

> Sobre lojas físicas x lojas online:
O estudo revela que apenas uma em cada seis lojas virtuais possui uma loja física. Com a previsão do aumento do volume das vendas do e-commerce sendo de mais 14% para 2016 e com a positividade de que a economia vai voltar a crescer, o número de lojas virtuais tende a aumentar também.

> Sobre nossa infraestrutura tecnológica:
Se todo esse crescimento que esperamos realmente acontecer, o Brasil vai realmente precisar se adequar em termos de estrutura tecnológica, isso porque 45% dos sites estão hospedados nos EUA e apenas 29% dos e-commerces têm suas plataformas situadas em servidores brasileiros. Essa situação acontece devido à falta de velocidade, qualidade do suporte e compatibilidade de sistemas.