Vendas de Natal do comércio eletrônico crescem em 2015: veja o motivo

  • Posted on
  • by
  • in

ecommerce-natal.jpg

Sabe qual foi o impacto da crise no e-commerce brasileiro neste Natal? Um crescimento nas vendas de 26% em relação ao ano passado, totalizando um volume de R$7,4 bilhões.

Os dados acima, divulgados pelo E-bit, são bem diferentes dos resultados das lojas de shoppings, por exemplo, que tiveram queda nas vendas de 1% em relação ao ano anterior e o pior Natal nos últimos dez anos, segundo a Associação Brasileira dos Lojistas de Shoppings (Alshop).

O resultado do comércio eletrônico superou as expectativas do setor, que estimava receitas 22% maiores que as de 2014, um total de R$ 7,2 bilhões em vendas.

E qual foi o motivo do aumento nas vendas de Natal do e-commerce? Dois fatores são os principais:

Black Friday

Como essas informações sobre as vendas do e-commerce no Natal se referem ao período de 15 de novembro a 24 de dezembro, a Black Friday, realizada em 27 de novembro, influenciou positivamente no resultado.

Portanto, esse é mais um indicador de que pode valer a pena aderir à sexta-feira de novembro mais aguardada pelos consumidores.

Conveniência

Como falamos aqui no blog numa publicação sobre preferências do consumidor brasileiro no e-commerce, a maior conveniência  proporcionada pela internet, que permite pesquisar várias lojas sem ter de sair de casa, comprar sem filas e receber os produtos em casa, fez muitos consumidores optar pelas compras online neste Natal.

Fique de olho! Outros dados divulgados pelo E-bit também podem ser úteis para você adaptar as estratégias do seu e-commerce:

Produtos mais buscados

Em 2015, as categorias de produtos mais procuradas nas lojas eletrônicas foram eletrodomésticos, moda e acessórios, além de telefonia e celulares.

Mais clientes, mais pedidos

O número de pedidos aumentou para 16% neste Natal, alcançado um total de 17,6 milhões. Certamente um reflexo do acréscimo de 17,2% no número de novos consumidores, que totalizou 9,3 milhões de clientes comprando em lojas eletrônicas.

Gasto médio maior 

O consumidor brasileiro comprou mais e também ampliou o gasto médio para compras pela internet neste Natal. O tíquete médio cresceu 8,4%, aumentando para R$420,00.

Confirmando o que já prevíamos, os dados das vendas de Natal mostram que empresas que optarem de alguma forma pelo marketing digital - como o e-commerce - criam chances bem maiores de superar a crise. Até a próxima publicação!

Dados obtidos em matéria do portal G1, publicada em 26-12-15.