Quais são os mercados promissores para e-commerce na crise?

  • Posted on
  • by
  • in

ecommerce-crise.jpg

Empreender no mercado online pode ser a oportunidade que muitos estão buscando no cenário atual. Apesar do mercado retraído, há segmentos com grande potencial e taxas de retorno bastante atrativas.

A escolha desse segmento deve ser feita com base em vários aspectos: seleção de um nicho com grande potencial de compra, venda de um produto ou serviço que tenha valor no meio online e possibilidades de baixo custo na manutenção do estoque.

Levando tudo isso em consideração, veja alguns segmentos de mercado interessantes para e-commerce em 2016:

1. Ensino a distancia

Já há algum tempo, a educação a distância tem se consolidado entre os meios de ensino de escolas de treinamento e universidades - e, no cenário de crise, esse modelo se reafirma, seja pela redução de custos ou flexibilização de horários que oferece aos usuários.

Para você entender melhor a oportunidade, o risco de desemprego ou a procura por recolocação profissional leva à busca de capacitação de diversas formas, incluindo opções como treinamentos rápidos, cursos técnicos ou formações de nível superior.

2. Medicação

Por envolver bens de primeira necessidade, com os quais dificilmente as pessoas podem economizar, o mercado da saúde tem sempre nichos promissores. Além disso, a tensão gerada pelas épocas de crise, de alguma forma, impacta a saúde das pessoas, que precisam buscar soluções, entre elas, os medicamentos.

3. Alimentação

De forma semelhante ao segmento da saúde, a alimentação é um mercado que se mantém sólido e promissor em tempos de crise. Nesses períodos de maior retração econômica, os negócios com modelos e produtos inovadores ganham destaque.

Em geral, as pessoas podem diminuir a frequência com que vão a restaurantes caros ou saem de casa, mas não deixarão de se alimentar ou de ter momentos de lazer. Com isso, os serviços de alimentação delivery podem oferecer opções diferenciadas, seja em termos de custo ou produto, com comodidade.

Gostou das nossas sugestões de mercado para e-commerce que você pode explorar em tempos de crise? Evidentemente há outras opções, além dessas, que você pode descobrir. Até a próxima publicação!