5 tendências da Intel para 2017

  • Posted on
  • by

cloud-computing-intel.jpg

A inovação da Intel vai além do mercado de PCs. Isso não quer dizer que a empresa está se desvirtuando do seu propósito, pelo contrário. A Intel entende que o PC está em muitos dispositivos e, por isso, decidiu estender sua atuação para outras áreas.

No último mês, Maurício Ruiz, Diretor Geral da Intel Brasil, participou do almoço de fim de ano da Intel e revelou ao portal Startupi as principais apostas de tecnologia da empresa para 2017. Confira:

1. 5G

 "Os consumidores estão cada vez mais interagindo com os devices e produzindo dados, estamos indo para a quarta revolução digital e a Intel quer ter uma presença marcante nesse mercado", explicou Ruiz sobre o contexto das pesquisas do 5G.

Para ele, o "5G está para IoT como 4G esteve para o Smartphone" e representará uma grande transformação para a indústria, exigindo integrações jamais vistas em termos de conectividade, inteligência computacional e soluções em nuvem.

2. Cloud computing

Cloud e data center são duas outras apostas da empresa. A empresa vê a computação em nuvem como um dos maiores propulsores da democratização da tecnologia e da diminuição dos custos.

Foi o que mostrou um levantamento recente feito pela própria Intel, apontando que uma em cada três PMEs brasileiras já passou a utilizar serviços cloud.

3. Realidade virtual

No segmento de realidade virtual, a Intel adquiriu a Voke, produtora de óculos de VR, e a Movidius, que engloba software, algoritmos e processadores.

A aquisição foi motivada pela intenção de migrar a experiência de realidade virtual com processamento na ponta, sem necessidade de recorrer ao servidor o tempo todo.

4. Carros autônomos

A Intel também acredita nos automóveis inteligentes como tendência. Em 2016, a empresa firmou uma parceria com a BMW e a Mobileye exatamente para cocriar soluções inovadoras para direção autônoma. A ideia é levar as tecnologias à produção em série já nos próximos 4 anos.

Para Ruiz, "um carro irá se tornar mais um device, produzindo milhares de dados. Ele terá que tomar decisões por si próprio. Então, inteligência artificial terá que rolar ali dentro, por isso estamos apostando nesse mercado."

5. Design thinking

Por conta da crise que afetou o mercado de PCs, a Intel está investindo em outras frentes. Ruiz falou da criação de uma equipe na companhia focada no conceito de design thinking. Para entender a fundo o mercado de jogos, a empresa optou por um modelo de atuação direta com gamers.

O que a Intel busca com tudo isso? Por trás de todos esses investimentos, uma das intenções da Intel é levar as novas tecnologias às chamadas cidades inteligentes para melhorar serviços e processos para as pessoas. Sem dúvida, uma tremenda revolução tecnológica vem por aí!

Continue acompanhando nosso blog!