Results tagged “brasil”

banners_2-opcao2.jpgVocê sabia que o Sebrae pode te ajudar a melhorar a gestão do seu e-commerce, organizar as finanças e a logística da sua empresa e, assim, aumentar o seu faturamento? Para isso, basta que você ajude o Sebrae a conhecer melhor o seu negócio participando da 1ª Pesquisa Nacional sobre o E-commerce Brasileiro.

Essa pesquisa, realizada através de uma parceria entre o Sebrae e o E-commerce Brasil, é a primeira realizada no Brasil com foco na empresa de e-commerce brasileira. O objetivo é compreender a realidade, conhecer indicadores como número de empregados, faturamento, conversão de vendas e as principais dificuldades. As respostas ao questionário são importantes para a formulação de estratégias que fortaleçam os pequenos negócios deste ramo.


e-commerce 2014.jpg

A eGentic Brasil é mantenedora do projeto E-Commerce Brasil 2014, promovido pelo site E-commerce Brasil, referência da indústria no país. O projeto consiste em uma junção de vários eventos, publicações, workshops e palestras, que irão reunir profissionais da área para discutir sobre estratégias, mercado e experiências. Entre as publicações incluídas, está a revista E-commerce Brasil, impressa bimestralmente, com tiragem de 5 mil exemplares.

 O Portal online também faz parte do aparato de comunicação, acessado por 500 mil profissionais todos os meses, ele é o maior site de e-commerce em língua portuguesa na internet.  Nele podem ser encontrados artigos técnicos e avançados sobre e-commerce, uma área multimídia com todo conteúdo gravado dos eventos, a edição online da Revista E-commerce Brasil, plantão de notícias com redação diária, fórum de discussão sobre e-commerce, agenda de eventos e muitos recursos interessantes para o seu negócio.

23.10.AbirEmpresaEstrangeira.jpg

Empresas estrangeiras interessadas em investir no Brasil têm duas opções para entrar no mercado: abrindo uma filial ou firmando sociedade com outra empresa brasileira. Muitas acabam escolhendo a segunda opção pelo procedimento ser mais simples e envolver menos burocracia. Antes de entrar no mercado elas precisam entender o complicado sistema fiscal e trabalhista, se ajustar a toda legislação e realizar uma série de cadastros e registros (que são ainda mais complicados nesses casos).